A influência da temperatura ambiente no rendimento do carro

O engenheiro automotivo Gustavo Camara explica que a temperatura ambiente influência diretamente na quantidade da mistura ar/combustível admitida pelo motor.

Está muito frio? O carro fica mais potente

Quanto menor a temperatura, maior a massa de ar que caberá na câmara de combustão e, consequentemente, maior o de combustível. Ele lembra que essa relação é controlada eletronicamente pela unidade de comando eletrônico (ECU), que garante que essa proporção não varie.

Como referência, se houver redução de 10°C ou 15°C na temperatura externa, haverá aumento de potência de até 5 cv. É por isso que, numa viagem à noite, o carro tende a ser mais econômico do que num dia quente: o motorista precisa pisar menos no acelerador para manter a mesma velocidade.

Pelo mesmo motivo, a maioria dos carros movidos por motores turbo possui o intercooler, um equipamento que resfria o ar admitido pela turbina do motor. Por ser mais denso, o ar frio captado é mais comprimido, com mais oxigênio por volume, melhorando o rendimento volumétrico da queima.

Fonte: www.quatrorodas.abril.com.br
Conheça mais sobre a GIBA Escapes: www.giba.com.br

O que são os estalos nos escapamentos que ocorrem após o carro ser desligado?



Na verdade, o que estala não é o motor, mas sim o escapamento. Isso ocorre devido à variação da temperatura dentro e fora da tubulação, principalmente nos modelos feitos de aço inox, explica o consultor técnico da QUATRO RODAS, Fábio Fukuda.

Quando o motor está em funcionamento, ele atinge altas temperaturas e, com isso, o escapamento aquece junto, podendo passar de 300°C. Assim, os metais do escapamento sofrem dilatações e contrações, conforme a mudança da temperatura. Ou seja, dilatam quando aquecem e contraem quando esfriam, causando os conhecidos estalos.

Fonte: www.quatrorodas.abril.com.br
Conheça mais sobre a GIBA Escapes: www.giba.com.br
MASERATI LEVANTE CHEGA AO BRASIL POR R$ 640 MIL INICIAIS


Ter um SUV não é tendência para as fabricantes de luxo, é uma necessidade que pode justificar sua sobrevivência.
Esse aspecto comercial justifica a existência do Maserati Levante, primeiro SUV da fabricante italiana que já está à venda no Brasil com preços que começam em R$ 640 mil. As primeiras entregas do modelo estão previstas para o final de novembro.

O design segue as tendências de estilo dos esportivos da marca, com uma grade frontal bastante pronunciada e quatro saídas de escapamento na traseira.

Já o motor tem a grife Ferrari: um V6 3.0 biturbo com até 436 cavalos na versão Sport, capaz de levá-lo aos 100 km/h em 5,2 segundos. O ronco, segundo quem já ouviu, é típico dos Maserati: forte e borbulhante, com notas agudas explosivas quando provocado. 
A marca também promete uma combinação entre dirigibilidade esportiva no asfalto e boa capacidade off-road com a tração 4x4 ativada. 

Seja na versão Luxury ou na versão Sport, com detalhes e acabamentos que evocam a herança esportiva da Maserati - e cujo preço pode chegar aos R$ 740 mil -, o Levante tem sistema de suspensão eletrônica a ar, transmissão automática de oito velocidades e uma série de dispositivos de segurança. 
Fonte: www.quatrorodas.abril.com.br
Conheça mais sobre a GIBA Escapes: www.giba.com.br

AUDI A5 E S5 CABRIOLET CHEGAM PARA COMPLETAR A FAMÍLIA



A Audi apresenta os novos A5 e S5 Cabriolet, que estarão presentes no Salão de Los Angeles entre 18 e 27 de novembro, nos Estados Unidos. Com a chegada do conversível, a marca completa a segunda geração da família composta pelos cupês A5 e S5, além do cupê de cinco portas A5 Sportback.


Os novos A5 e S5 Cabriolet trazem o mesmo desenho da versão cupê, com vincos demarcados e capô curvo. Com capota de tecido como no modelo da primeira geração, o teto pode ser recolhido automaticamente em 15 segundos ou ser fechado em 18 segundos, em velocidades de até 50 km/h.


Construído com base na plataforma MLB, a Audi promoveu ajustes na carroceria do conversível, aumentando sua rigidez torcional em 40%, além de reduzir seu peso em 40 kg quando comparado à geração anterior. O porta-malas recebeu um espaço extra de 60 litros para guardar bagagens, resultado em 380 litros de capacidade total.


Na lista de equipamentos, o carro traz um microfone embutido nos cintos de segurança — que permite aos ocupantes conversarem entre si sem precisar alterar o tom de voz quando o carro estiver com a capota aberta.


Há também o conhecido painel de instrumentos Virtual Cockpit com tela de 12,3 polegadas, central multimídia com navegador, sistema head-up display, seletor de modos de condução, assistente de estacionamento, sistema de "previsão" de acidentes, controle de velocidade adaptativo, leitura de placas, alerta de colisão, abertura do porta-malas com o movimento dos pés, faróis com matrix de leds e sistema de som da Bang & Olufsen.


O A5 Cabriolet tem à disposição os motores a gasolina 2.0 TFSI de 190 ou 252 cv e um V6 3,0 litros turbo de 354 cv de potência, exclusivo do S5. Segundo a Audi, o apimentado S5 acelera de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e atinge a velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente).
Na gama, há também os propulsores diesel 2.0 TDI de 190 cv e um 3.0 TDI de 218 ou 286 cv. A transmissão pode ser manual de seis marchas, automatizada de dupla embreagem de sete e automática de oito, enquanto a tração integral quattro vem de série no S5 e no modelo diesel de 286 cv.

HYUNDAI MOSTRA PRIMEIRAS IMAGENS OFICIAIS DO NOVO AZERA



Após revelar nessa semana algundesenhos do novo Azera, a Hyundai divulgou as primeiras fotos oficiais da sexta geração (3ª no Brasil) do seu sedã grande. Assim como os últimos modelos lançados pela marca, ele teve os vincos suavizados em favor de linhas mais limpas.

Vendido como Grandeur na Coréia do Sul, o novo Azera será mostrado com mais detalhes em novembro. Ele bebe na mesma fonte do sedã de luxo Genesis, com a grade dianteira semelhante, luzes diurnas de leds e capô com caimento curvo, mas mantendo os vincos laterais pronunciados da geração anterior. Os faróis ficaram mais elaborados, enquanto as lanternas interligadas mantêm um elemento característico desde a primeira geração (1986).


Por dentro, o novo Azera conta com linhas mais horizontais (que aumentam a sensação de espaço interno), além de um acabamento melhor elaborado, com inserções de couro em diversos pontos. Além disso, há uma central multimídia posicionada em posição elevada, com desenho semelhante ao dos BMW.


Fonte: www.quatrorodas.abril.com.br
Conheça mais sobre a GIBA Escapes: www.giba.com.br